Jogo “Uma Aventura em Gouveia”

tabuleiro final

Uma Aventura em Gouveia” é um jogo lúdico pedagógico direcionado a crianças do 1º ciclo do ensino básico, mas acessível a toda a família e pessoas que queiram, de uma forma divertida, aprender mais sobre Gouveia, cidadania e os direitos das crianças!

Com uma versão online e outra em tabuleiro, o jogo foi desenvolvido no âmbito do projeto “Uma Aventura no Mundo da Cidadania” e procura, de uma forma motivadora, promover a aprendizagem e o desenvolvimento infantil, o exercício da cidadania assente no sentimento de pertença e ampliar o conhecimento e o respeito pelos direitos humanos.

Pensando nas crianças como cidadãs do presente, a dimensão da participação infantil assume neste jogo um relevo especial. Partindo do pressuposto de que as crianças são atores sociais e membros ativos da comunidade, pretende-se contribuir para uma consciência sobre os direitos, a democracia e o espaço público, bem como promover práticas de cidadania e participação ativa e interventiva.

Os direitos da criança são também tema primordial neste jogo porque, não raras vezes, são esquecidos e colocados em segundo plano, num mundo em constante mudança e marcado por profundos contrastes. Assim, este é um jogo para as crianças de Gouveia, ambicionando que contribua para um melhor conhecimento da sua cidade, do seu território e dos seus direitos. Esperamos com este jogo contribuir para que Gouveia coloque cada vez mais os interesses e direitos das crianças na agenda política local, afirmando-se no panorama nacional como uma Cidade Amiga das Crianças. Complementarmente e numa perspetiva de cidadania global, este jogo aborda também a situação de crianças no resto do mundo desejando que, um dia, os seus direitos sejam uma realidade.

O jogo “Uma Aventura em Gouveia” foi uma das atividades adicionais do projeto “Uma Aventura no Mundo da Cidadanina” candidatada e financiada pelo Programa Cidadania Ativa (EEA Grants/Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu (EEE): Noruega, Islândia e Liechtenstein) gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *