Outubro a Dezembro | 2014

8_fc3b3rum2_gioNo último trimestre de 2014, o projeto desafiou a comunidade de Gouveia em diferentes momentos. No dia 22 de Outubro, realizou-se a 2º reunião do Fórum da Cidadania que contou com a presença de um investigador do Centro de Estudos Sociais de Coimbra – Giovanni Allegretti, que ajudou as cidadãs e os cidadãos e as autarquias presentes a refletir sobre como “construir em conjunto”.

No dia 24 do mesmo mês decorreu uma tertúlia para assinalar o dia Municipal para a Igualdade onde se debateu com a comunidade a igualdade de oportunidades e de direitos entre homens e mulheres, e a questão da desigualdade salarial.

No mês de novembro levámos a cabo diversas iniciativas ligadas à temática dos Direitos Humanos. No dia 20 em9_arcozelo_cdcdia-pijama Arcozelo da Serra, em conjunto com as crianças da escola básica e do pré-escolar e as respetivas professoras, assinalámos os 25 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança e o Dia do Pijama para chamar atenção para o direito das crianças terem uma família, entre outros direitos que foram alvo de reflexão por parte das crianças . No dia 25, no Instituto de Gouveia – Escola Profissional, e no dia 26, na Escola Secundária de Gouveia, assinalámos o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres. As atividades abrangeram no total à volta de 40 alunas/os, que interagiram, debateram tomaram posições relativamente à temática.

9_pena-de-morteNo dia 29, assinalou-se na Igreja de S. Pedro a iniciativa de Gouveia pela Vida – Contra a Pena de Morte. Participaram cerca de 60 pessoas, tendo decorrido a Maratona de Cartas da Amnistia Internacional (organização que luta pelos direitos humanos), apelando à libertação de um jovem nigeriano preso sem julgamento e agora condenado à morte. A Associação de Estudantes da Escola Secundária de Gouveia deu continuidade à maratona, fazendo uma recolha significativa de assinaturas. Esta iniciativa teve um balanço muito positivo, pois contabilizaram-se no total cerca de 300 cartas assinadas em Gouveia, o que superou as expectativas. Foram assim dados os primeiros passos para Gouveia continuar a ser um concelho ativo na promoção dos Direitos Humanos.

Os grupos de encontro de crianças, jovens, adultos e seniores (neste momento, 11 grupos no total) mantiveram a sua atividade, continuando a refletir e a dialogar ativamente sobre o seu território e construindo relações inclusivas e democráticas no interior dos grupos. No mês de dezembro decorreram dois encontros intergeracionais, nas Aldeias e Paços da Serra, para promover o diálogo entre crianças e seniores, numa perspetiva de troca de experiências e saberes sobre a sua localidade, como se vivia antigamente, como eram os jogos tradicionais, entre outros.

encontro-ssaberdar-voz (1)

 

 

 

 

 

 

 

 

O projeto esteve ainda no programa Domingo Livre da estação de rádio local Antena Livre, onde fizemos uma breve síntese das atividades do projeto no mês de novembro e onde falámos sobre o futuro do projeto para o ano de 2015, que passa por continuar a:

  • Fomentar a aproximação das cidadãs e cidadãos ao poder local;
  • Criar diálogos significativos e questionamentos sobre o que é ser cidadã/cidadão e como se constrói a democracia a partir de baixo;
  • Promover a tomada de consciência de que a cidadania se desenvolve dentro de cada um, na construção de laços positivos e na aceitação da diversidade de opiniões;
  • Estimular novos grupos de encontro, procurando alargar o projeto a outras freguesias do concelho de Gouveia.